I Congresso Nacional de Formadores

congresso1280_conclusões
O Futuro da Profissão de Formador foi o tema do I Congresso Nacional de Formadores que decorreu, ontem, em Lisboa. Organizado pela Associação, o Congresso reuniu várias dezenas de formadores e outros profissionais ligados à formação para discutir boas práticas de formação.
Os trabalhos do Congresso decorrerem num clima positivo de diálogo e partilha entre os participantes e os oradores convidados. Os diversos debates estiveram centrados na melhoria das práticas de formação, para aumentar a eficácia e a credibilidade da formação.

Conclusões:

- O futuro da profissão de formador e o seu desenvolvimento dependem do contributo que os formadores conseguirem dar para o desenvolvimento das pessoas, das organizações e do país.


- A formação e o trabalho dos formadores serão mais reconhecidos e procurados se as empresas encontrarem na formação uma vida de crescimento das pessoas e dos negócios.


- O Código Deontológico e o Referencial de Boas Práticas divulgados durante o Congresso, são dois instrumentos operacionais que os formadores dispõem como garantia da qualidade do seu trabalho e do seu compromisso com os resultados visados em cada formação.



Na abertura dos trabalhos, o presidente da Associação, Nuno Queiroz de Andrade, apresentou os desafios que se colocam ao desenvolvimento da profissão de formador. Veja um resumo:





blog comments powered by Disqus